escolhe o tema na barra lateral

Sexta-feira, 27 de Fevereiro, 2009

Transferência de ficheiros (FTP)

 

a transferência (envio e recepção) de ficheiros entre computadores da Internet, faz-se com recurso ao protocolo FTP (File Transfer Protocol), um protocolo do nível de aplicação, tal como o Telnet ou o SMTP.
A operação de transferência de ficheiros, de uma máquina remota, para a nossa chama-se Download. A operação inversa, ou seja, o envio de um ficheiro para uma máquina remota, chama-se Upload.
Tal como no caso do Telnet, uma máquina que permite o acesso por FTP, é um servidor de FTP. Para aceder a um servidor de FTP, é necessário ter Software cliente de FTP.
Quando se acede a um computador para se transferir um ficheiro e não se é conhecido, é costume introduzir-se a palavra Anonymous, como identificação, e o nosso endereço de e-mail, como password.
Existem milhares de servidores de FTP espalhados pela Internet que oferecem livre acesso a directorias, de ficheiros, programas, documentos de texto, imagens, etc.
Uma vez dentro de um servidor de FTP, devemos conhecer alguns comandos próprios para nos movimentarmos, e transferirmos os ficheiros, como por exemplo:

 
DIR, para consultar directorias,
CD, para mudar de directoria,
 
 
GET <ficheiro>, para fazer download de um ficheiro,
 
 
 
PUT <ficheiro>, para fazer upload de um ficheiro.
Software Public Domain, que pode ser acedido e utilizado livremente,
 
 
Software Freeware, que pode ser utilizado e distribuido gratuitamente, Mas respeitando a propriedade dos direitos de autor,
 
 
Software Shareware, que pode ser acedido e utilizado durante algum tempo, ao fim do qual é requerido que se pague um taxa ou se faça o registo.
 

Entre o tipo de software a que se pode aceder, encontram-se:

 

Serviços de pesquisa 

 

de informação
 

 

 

 

 

-         O protocolo HTTP (Hypertext Transfer Protocol), é um protocolo que foi criado especificamente para funcionar com os documentos de hipertexto HTML, através dos links de hipertexto e de endereços especiais URL, e permitir a localização de outros documentos em servidores deste sistema, bem como a transferência da informação necessária, através da rede, até ao computador com a aplicação cliente.
Os computadores que contêm informação neste sistema e que estão disponíveis para serem acedidos por outros computadores, são chamados Servidores de WWW ou Web Servers.
O sistema de WWW fez surgir um novo tipo de endereços, conhecido por URL (Universal Resource Locators). Vejamos alguns exemplos:
-         http://www.w3.org/hypertext/
-         http://www.microsoft.com/tutorial/default.html
-         http://www.uo/ciup/cusi/cusi.html
Parecem complicados, mas podemos sempre decompô-los em três partes:
O prefixo, que designa o tipo de serviço que é utilizado para aceder à informação em causa, e que vai desde o início do endereço, até //.
O endereço do servidor (um endereço IP normal), que se situa entre o prefixo e a primeira /.
O local da informação dentro do computador, que pode nem existir, ou ser bastante extensa, consoante a localização dentro da estrutura de directorias e subdirectorias do computador.

 

Para aceder aos servidores da Web, é necessário um programa cliente específico para este sistema, um Web Browser, como por exemplo o Mosaic, que se transformou no NetScape Navigator e o Internet Explorer.

 

Os Web Browsers permitem aceder directamente às páginas da Web e navegar pelos seus vários milhões de servidores. Essa navegação já não exige do utilizador o conhecimento de comandos complicados, mas apenas que utilize o ponteiro do rato sobre os links das páginas de hipertexto que vão surgindo na janela do Browser.

 

Dada a extraordinária expansão da WWW na Internet, com a disponobilização de documentos de informação (de todo o tipo), também aqui se sentiu a necessidade de criar sistemas de pesquisa de informação. Estes são conhecidos como Motores de Busca. Os mais populares são por exemplo: o Yahoo, o Alta Vista, o Lycos, o Sapo, o Terràvista, o Aeiou, etc.

 

 

 

 

 

 

Dadas as dimensões da Internet, com os seus muitos milhares de computadores que estão prontos a fornecer-nos informação, tornaram-se necessários mecanismos capazes de procurara informação que desejamos, e informar-nos em que sítios (sites) a rede se encontra aquilo que procuramos. Com esta finalidade, foram inventados sistemas de pesquisa, capazes de consultar bases de dados locais ou distribuídas por computadores situados em diversos pontos do mundo. Alguns deles são por exemplo: Archie, WAIS, Gopher e o mais recente e popular a WWW.

 

 

A World Wide Web surgiu associada a uma linguagem de composição de documentos e a um novo protocolo:
 
 

 

-         A linguagem HTML (HyperText Markup Language), trata-se de uma linguagem destinada à criação de documentos em hipertexto; um documento de hipertexto funciona com base em certas palavras e símbolos, links ou hyperlinks, que remetem para novas páginas de texto ou outras secções do documento, ou para outro documento, mesmo que situado em qualquer parte da Web.
Assuntos tratados no blog:
publicado por ana às 22:42

mais sobre mim
arquivos
últ. comentários
Se o windows trabalhasse sobre Linux não era a por...
mais comentados
pesquisar
 

Free Blog Content

Para entender a Internet


Photobucket

Tutoriais:

 

Frontpage

Dreamwever

Photoshop Coreldraw

Flash

Hot Potatoes

Clic

 

AVAST
Anti-vírus

O melhor anti-vírus gratuito da Internet. Atualiza-se automaticamente sempre que necessário e protege você de quase todos os males da Internet.

Internet
Explorer 7

Mais segurança, mais recursos, visual mais moderno. Esta é a última versão do navegador da Microsoft. Depois de instalada, diferente das versões anteriores disponíveis, não é necessário registrá-la no site da Microsoft.

Codecs do Windows Media Player

Permite que o Windows Media Player rode qualquer tipo de arquivo de áudio, vídeo, DVDs, CDs, etc.

Flash Player

 sem ele você não assiste aos vídeos do Youtube

Para você assistir alguns tipos de vìdeo (MOV por exemplo) e principalmente visualizar fotos 360º.

Menus animados, transições de página, alguns jogos on-line, enfim, uma infinidade de recursos disponíveis na Internet que você só vê se tiver este aplicativo instalado.

Real

Player

Áudio e vídeo na Internet começou com ele. Muitos sites ainda disponibilizam arquivos em real (RM, RAM, etc.).

 

 

DAP
Download
Acelerator

Acelera seus downloads permitindo que você continue um download de onde parou antes da conexão cair (Que maravilha!), além de acelerar os vídeos do Youtube. Indispensável.

Adobe ReaderAlguns documentos na Internet são disponibilizados no formato PDF que só podem ser lidos com este programa.