escolhe o tema na barra lateral

Quinta-feira, 11 de Junho, 2009

 

 

 

 

 

O primeiro vírus que atacou uma máquina IBM Série 360 (e reconhecido como tal), foi chamado Creeper, criado em 1972 por Robert Thomas Morris. Este programa emitia periodicamente na tela a mensagem: “I’m a creeper… catch me if you can!” (Sou uma trepadeira, agarrem-me se puderem). Para eliminar este problema foi criado o primeiro programa antivirus denominado Reaper. No entanto, o termo vírus não seria adotado até 1984, mas estes já existiam bem dantes. O início de tudo deu-se nos laboratórios da Bell Computers. Quatro programadores (H. Douglas Mellory, Robert Morris, Victor Vysottsky e Ken Thompson) desenvolveram um jogo chamado Core Wars, que consistia em ocupar toda a memória RAM da equipe contrária no menor tempo possível.

Após 1984, os vírus tiveram uma grande expansão, desde os que atacam os setores de boot dos disquetes até os que se anexam num e-mail.

1986 – O começo da grande epidemia

Nesse ano foram difundidos os vírus Brain, Bouncing Ball e Maconha e que foram as primeiras espécies representativas de difusão em massa. Estas 3 espécies virais tão só infectavam o setor de boot dos disquetes. Posteriormente apareceram os vírus que infectavam os arquivos com extensão EXE e COM.

Casino 1991 – Um símbolo da história dos vírus

Um dos vírus mais referentes da história. O vírus ativava-se nos dias 15 de janeiro, 15 de abril e 15 de agosto, mostrando a seguinte mensagem na tela:

 

O vírus apagava a FAT, estrutura básica de qualquer disco DOS que permite encontrar os dados. No entanto, segundo indicava na mensagem, tinha guardado uma cópia de segurança na memória que o usuário podia recuperar se ganhasse a partida. E então iniciava um joguinho do tipo “Slot Machine”. Se conseguíssemos tirar três “L”, podíamos respirar tranqüilos. O vírus restaurava os dados e despedia-se com a seguinte mensagem:

Bastard! you’re lucky this time, but for your own sake, switch off your computer now and dont turn it on until tomorrow!
[Bastardo! Você teve sorte desta vez, mas para seu próprio bem, desligue seu computador e não volte a ligá-lo até amanhã!]

E se não conseguíssemos os três “L”… bem… digamos que essa era a última partida que jogávamos naquele computador.

 

Fonte: tecnoonlinee.blogspot.com

 

 

Assuntos tratados no blog:
publicado por ana às 14:41

mais sobre mim
arquivos
últ. comentários
Se o windows trabalhasse sobre Linux não era a por...
mais comentados
pesquisar
 

Free Blog Content

Para entender a Internet


Photobucket

Tutoriais:

 

Frontpage

Dreamwever

Photoshop Coreldraw

Flash

Hot Potatoes

Clic

 

AVAST
Anti-vírus

O melhor anti-vírus gratuito da Internet. Atualiza-se automaticamente sempre que necessário e protege você de quase todos os males da Internet.

Internet
Explorer 7

Mais segurança, mais recursos, visual mais moderno. Esta é a última versão do navegador da Microsoft. Depois de instalada, diferente das versões anteriores disponíveis, não é necessário registrá-la no site da Microsoft.

Codecs do Windows Media Player

Permite que o Windows Media Player rode qualquer tipo de arquivo de áudio, vídeo, DVDs, CDs, etc.

Flash Player

 sem ele você não assiste aos vídeos do Youtube

Para você assistir alguns tipos de vìdeo (MOV por exemplo) e principalmente visualizar fotos 360º.

Menus animados, transições de página, alguns jogos on-line, enfim, uma infinidade de recursos disponíveis na Internet que você só vê se tiver este aplicativo instalado.

Real

Player

Áudio e vídeo na Internet começou com ele. Muitos sites ainda disponibilizam arquivos em real (RM, RAM, etc.).

 

 

DAP
Download
Acelerator

Acelera seus downloads permitindo que você continue um download de onde parou antes da conexão cair (Que maravilha!), além de acelerar os vídeos do Youtube. Indispensável.

Adobe ReaderAlguns documentos na Internet são disponibilizados no formato PDF que só podem ser lidos com este programa.